terça-feira, 19 de agosto de 2008

Nelson Rodrigues

"Todo amor é eterno. Se acabou, não era amor."

"Não se pode amar e ser feliz ao mesmo tempo"

"De gente burra, só quero vaias."

"Toda unanimidade é burra!"

"Não há solidão mais vil do que a do sexo sem amor".

"Se um dia, a vida lhe der as costas... passe a mão na bunda dela."

"Todo óbvio é ululante.”

"E, quase sempre, o homem nasce, vive e morre sem ter contemplado jamais o seu rosto verdadeiro, e sem ter jamais conhecido seu nome eterno."

“Não se apresse em perdoar. A misericórdia também corrompe.”

"Nada nos humilha mais do que a coragem alheia."

“Sou um menino que vê o amor pelo buraco da fechadura. Nunca fui outra coisa. Nasci menino, hei de morrer menino. E o buraco da fechadura é, realmente, a minha ótica de ficcionista. Sou (e sempre fui) um anjo pornográfico.”
Postar um comentário