quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

UM DIA SEM IGUAL

As crianças fazem o Natal, e o Natal são as crianças, nada mais.
Nelas está a alegria do presente, sonhado ou não,
da permuta de brincadeiras novas com os presenteados de casa ou da vizinhança.
Depois, olhos postados na alegria das crianças,
apenas supomos que ainda viva em nós a alegria do Natal.
O Natal é único, e é preciso que seja feliz.
O das crianças e seus presentes, o dos adultos e seus ausentes.
Autor Desconhecido
Postar um comentário