domingo, 5 de abril de 2009

Lenço Branco


LENÇO BRANCO
O meu amor é assim:
Coração e porcelana.
Se você a quebra,
O coração reclama,

Mas não faz cena.
Recolhe os cacos com pena,
E, também partido,
Acena.
Francisco Settineri
Postar um comentário