quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Sadako...


Conta a história que Sadako Sasaki tinha quase dois anos quando a bomba atômica explodiu há cerca de uma milha de sua casa em Hiroshima.
Aparentemente ilesa, ela escapou com a mãe e o irmão mais velho em direção ao Rio Oto, na fuga foram encharcados pela chuva preta radioativa que caiu ao longo do dia.
Até a idade de doze anos, Sadako aparentava estar normal, uma menina saudável, quando desenvolveu leucemia, decorrente da radiação recebida pela descarga da bomba.
Sua melhor amiga, em uma visita ao hospital, contou-lhe da lenda do tsuru, propondo que dobrasse os mil tsurus, na intenção de obter a cura.
E a menina começou então a dobrar Tsurus, porém sua enfermidade se agravava a cada dia.
Sadako disse aos tsurus: "Eu escreverei paz em suas asas e você voará o mundo inteiro."

Mas Sadako não teve força para dobrar os mil pássaros... Dobrou 964 tsurus até 25/10/1955, quando morreu...
Seus amigos de classe completaram os tsurus de papel que faltavam a tempo para seu enterro, iniciando uma campanha nacional para construir um monumento em sua memória, e de todas as crianças feridas ou mortas pelo efeito da bomba.
Estudantes de mais de 3.000 escolas no Japão e de 9 outros países contribuíram, e em 5 de maio de 1958, o Monumento da Paz das Crianças foi inaugurado no parque da Paz de Hiroshima. Todos os anos no Dia da Paz (06/08) pessoas do mundo inteiro enviam tsurus de papel para o Parque.
Desde então o tsuru de papel tornou-se um símbolo internacional do movimento para desarmamento nuclear.
Postar um comentário