quinta-feira, 6 de maio de 2010

Ganhos do Tempo

Ganhos do Tempo
Não tenho mais os olhos de menina...
O que te posso dar é mais que tudo
O que perdi: dou-te os meus ganhos.
A maturidade, que consegue rir
Quando em outros tempos, choraria...
Isso te posso dar: um mar antigo
E confiável, cujas marés,
Mesmo se fogem, retornam;
Cujas correntes não levam destroços,
Mas levam ao abraço das areias.


Lya Luft
Postar um comentário